Skip to content

Novo filme do Demolidor a caminho

3 outubro, 2008

Particularmente, achei o filme “Demolidor – O Homem sem Medo” (“Daredevil”, 2003) uma daquelas adaptações que dão para o gasto, apenas. Se não ofende o fã, como “Elektra” (Idem, 2005) e “Motoqueiro Fantasma” (“Ghost Rider”, 2007), ainda está muito longe de ser um “Homem-Aranha” (“Spider-man“, 2002) ou “Homem de Ferro” (“Iron Man“, 2008) da vida. A origem do Homem sem Medo é respeitada e a escolha de personagens é boa, contando com coadjuvantes saídos direto da fase em que Frank Miller capitaneava a revista. Temos um Matt Murdock (Ben Affleck) que não é brilhante, mas também não compromete. Uma Elektra (Jeniffer Garner) não muito convincente como grega ou ninja, apesar de bem fornida. Um atrapalhado Fog Nelson (John Favreau) na medida como alívio cômico. Um Mercenário (Colin Farrell) que, apesar da bem-vinda reformulação visual, entra mudo e sai calado, agindo sempre de forma meio idiota, bastante distante do psicopata dos quadrinhos. E, por último, uma agradável surpresa chamada Rei do Crime (Michael Clark Duncan), que, apesar de negro, o que o difere da versão calcasiana dos quadrinhos, ganhou em verossimilhança.

O resultado é um daqueles filmes perfeitamente assitíveis, divertido até, mas que deixou uma estranha senção de ausência. Um bom roteiro e/ou edição mais atenta talvez tivessem resolvido o problema. Dizem que a versão do diretor, lançada em novembro de 2004 nos EUA, traz 29 minutos adicionais e um novo corte, que resultaram em um filme muito superior ao lançado nos cinemas. Se é de fato, não sei, só sei que  a franquia andava afundada até poucos dias atrás. Estava, porque segundo o IESB.net, Thom Rothman, um big shot da 20th Century Fox, revelou que o estúdio pretende embarcar na onda de reboots e produzir uma nova versão cinematográfica das aventuras do demônio cego da Cozinha do Inferno.

Rothman, além de citar “O incrível Hulk” (“Incredible Hulk“, 2008) e “Batman begins” (Idem, 2005) como reinícios bem-sucedidos, apontou o filme do Homem de Ferro como exemplo do sucesso que um personagem de segundo escalão pode angariar junto ao público e a crítica se retratado de maneira correta. Disse ainda que espera encontrar um diretor visionário, como Christopher Nolan, que se comprometa e tenha uma visão autêntica sobre o personagem para que possa tocar o projeto.

Jason Statham já andou se oferecendo, com o apoio de Frank Miller, para o papel de Matt Murdock, caso haja um novo filme. Vamos ver como isso termina.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: