Skip to content

“Fábulas: A Marcha dos Soldados de Madeira”, por João Ventura

20 julho, 2010

Quando éramos crianças, as melhores histórias, sem dúvida, eram a que nossos pais contavam. E essas histórias certamente incluíam os clássicos como Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Branca de Neve e os sete anões. Elas embalavam os sonhos e até serviam para ensinar lições importantes.

Vem a fase adulta e, pelo menos para alguns, continua o gosto pelas boas histórias. Porém, aquelas lá do nosso tempo de criança não parecem mais tão interessante. Após crescermos um pouco os personagens e tramas parecem meio “coisa de criança”.

Bem, pareciam…

Vencedora de 25 prêmios Eisner (o Oscar dos quadrinhos), a série Fábulas é uma das melhores obras que já tive a oportunidade de ler. A idéia do autor Bill Willingham foi pegar justamente aqueles personagens do passado e fazer uma trama envolvente, ótima e, sobretudo adulta, que acompanha o crescimento daqueles que as ouviam quando eram crianças.

O primeiro encadernado A Marcha dos Soldados de Madeira, traz o arco de histórias completo que foi publicado aqui no Brasil em partes pela Pixel na extinta revista Fábulas Pixel. Ele traz a história completa e ainda um prelúdio chamado O último Castelo, que conta um pouco da origem das Fábulas. Esse primeiro volume saiu nas bancas há uns dois meses, mas ainda está à venda em alguns lugares. Recomendo.

O argumento da série é bem interessante: as Fábulas foram expulsas de sua terra por um inimigo chamado O Adversário, que comanda uma tropa de Goblins, Orcs, Trolls e outros bichos absolutamente violentos. Diante da onda de violência, pilhagens e até estupros, os habitantes não tiveram outra alternativa a não ser fugir do lugar e buscar refúgio em Nova York. Elas vivem lá em segredo, se misturando aos humanos, em uma série de prédios escondidos na rua Bullfinch.

“A Marcha” conta então como alguns soldados de madeira, com roupas estilo Homens de Preto, voltam para chantagear as Fábulas, roubar seus artefatos mágicos e ainda destruí-las. Mas as fábulas não vão deixar isso barato. Liderados pela Branca de Neve e o Lobo Mau, elas pretendem lançar uma contra-ofensiva para se defender, dando início a uma pequena guerra.

Como já dito, a série é bem adulta e mostra os personagens clássicos de uma maneira diferente. Há muita violência, cenas e insinuação de sexo e conspirações  e trapaças, o que causa um certo estranhamento, já que se trata de personagens “infantis”(a série, inclusive, vem com uma recomendação indicando a leitura para maiores de 18 anos). Mas nenhum desses elementos é gratuito e são muito bem dosados, contribuindo para a trama. Os desenhos também são ótimos, assinados por Mark Buckingham, Craig Hamilton, Steve Leialoha e P. Craig Russel.

Não é à toa que a série foi chamada de a sucessora de Sandman no mercado americano. Ela possui muitas possibilidades e aposta nos personagens carismáticos que já conquistaram os leitores há muito tempo. Willingham se apega a pequenos aspectos dos personagens, desenvolvendo sua história a partir da chegada em NY. Alguns, como o Lobo Mau, ainda tem sua origem contada, que não aparecia na história original e que explica muita coisa dela, por incrível que pareça. Os diálogos são bons, envolventes e cheios de ótimas sacadas e referências.

Fábulas é um ótimo trabalho e, nessa última semana foi publicado um segundo encadernado da série, chamado Ventos da Mudança, outra hora volto a falar dele aqui, que é tão bom quanto o original. Por enquanto recomendo os dois. Você viverá feliz para sempre enquanto durar a leitura.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 20 julho, 2010 2:35 pm

    faltou colocar o preço da publicação…

  2. joaoventura permalink*
    20 julho, 2010 2:37 pm

    É verdade… esqueci. Mas esse primeiro encadernado, com 244 páginas, saiu por R$ 32, 90.

  3. Carla Cardoso permalink
    21 julho, 2010 12:49 am

    Quando descobri Fábulas, no ano passado, me encantei com o projeto , já que são poucos os quadrinhos que me chamam a atenção. Realmente é um trabalho muito bem feito, muito bem bolado. Fiquei chateada quando pararam de publicar, mas agora posso continuar minha coleção e viver feliz para sempre…

  4. Marcos Curvello permalink
    22 julho, 2010 7:18 pm

    A idéia é realmente fantástica. Me parece quase tão boa quanto da Liga Extraordinária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: